Minhas Artes

  • Acadêmica de Conservação e Restauro (UFPel)
  • pintura em tela e madeira
  • textos e poemas
  • tricô

Amo gatos!

Desmanchando os Dramas

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Palas trabalhadas e atravessadas:

Para que possas raciocinar com clareza é preciso que observes um exemplo assim:

Corpo: O corpo e as mangas são normais até as primeiras diminuições (4-3-2-1). Reserve os pontos sem arrematar.

Pala costurada: Na pala normal que se faz de baixo para cima, temos que fazer diminuições regulares para que se faça um ajuste ao colo (peito). Não é possível seguir reto uma pala, a menos que se queira ousar p o decote ficar mais amplo, franzido ou volumoso. Na pala atravessada é a mesma coisa: precisamos de diminuições, que não podem ser nos finais das carreiras, com 1 ou 2 pontos, como fazemos comumente, por que está atravessada!!! O racicínio lógico seria fazer uma diminuição com vários pontos juntos, com espaços regulares ao longo de todo o comprimento. Só que neste caso temos uma transagem, diminuir pontos comprometeria o resultado do desenho da trança ou do intervalo. E como fazer isso sem arrematar pontos e, principalmente, sem aparecer?
Para que entendas melhor vou dar um exemplo hipotético: coloque 10 pontos na agulha, faça 3 carreiras inteiras, na 4ª tu vais até metade e volta, a 5, 6 e 7 são inteiras, a 8 é até a metade, 9, 10, 11 são inteiras, e assim por diante até terminar o comprimento. Isso vai dar a curvatura na amostra, não é?

Pois então! A pala atravessada e com transagem é a mesma coisa. No entanto, precisamos de mais de um ponto de diminuição por carreira ( ver foto bem abaixo). Só assim é que teremos uma curvatura que se ajuste ao peito mais precisamente. E, para que não apareçam, essas diminuições deverão ser feitas nos pontos laterais e bem juntos das tranças.

Cálculo de diminuições: Meça num blusão a largura que há entre as duas mangas (acima das cavas) e a largura do colo (peito). Faça uma amostra da lã 10x10 e apliquem regra de três simples.
Novamente um exemplo hipotético: Se tiveres 200 carreiras para compor toda a largura que há entre os braços, automaticamente a largura do colo será menor. Na diferença entre essas larguras estão as diminuições que deves fazer.
O comprimento da pala é a soma das mangas+ frente+costas.
A largura deve ser menor que a altura normal entre cavas e ombro, para que não atrapalhe a mobilidade do braço.

Acabamento: Retire todos os pontos de borda da pala e na primeira carreira faça diminuições regulares, já trabalhando como ponto de barra.

Costura: Deve ser em grafting acompanhando os pontos, tanto na fechadura (costas), quanto na união de mangas e corpo. No entanto, se a opção que se fizer for um casaco, em vez de blusão, coloque a abertura para frente.

Pala atravessada e sobreposta: Faça mangas, frente e corpo, com as primeiras diminuições normais. Costure e faça uma pala normal e lisa até o colo (peito), com as diminuições devidas. Reserve os pontos sem arrematar. Eles serão aproveitados para a costura.
Faça a pala atravessada, que deve ser um pouco mais larga que a acima descrita e costure uma na outra. A costura ficará por dentro do decote sem aparecer. O formato dessa sobreposição é semelhante a de uma ampulheta.

Acabamento: retire todos pontos de borda da pala e trabalhe em ponto de barra.

OBSERVAÇÃO: este trabalho não deve ser feito com fios e agulhas grossos.

Abaixo está a minha experiência com palas atravessadas. Mas olhe o “feioso” como uma cobaia, pois está na minha lista negra de desmanche. Não observes o pé que está esquerdo da foto, não sou boa fotógrafa.

Meus erros foram:

  1. Quis fazer uma gola justa ao pescoço, mas não fiz as diminuições da barra. Ficou parecido com a gola do Bozo ( risos).
  2. Não fiz as diminuições da cava. Me incomoda para mexer o braço.
  3. Usei uma agulha grossa. O peso do corpo puxa a pala. Aparecem as diminuições e tira um pouco do relevo das tranças.
  4. A largura da pala deveria ser menor. O correto seria a distância que está assinalada entre as manchas brancas maiores.
  5. As diminuições deveriam ser feitas bem ao lado das tranças.

O que acertei? (risos) O intervalo das diminuições (assinalados com pontinhos brancos). O formato ficou correto. Foram feitas diminuições regulares em duas alturas. As diminuições que estão mais próximas da cava estão em maior quantidade do que as que estão mais perto do decote.


3 comentários:

maria conceição disse...

Oi Nica,

Já estou aqui vendo seus trabalhos novamente, que são lindos, e vou tentar fazer as diminuições, do jeito que tu ensinaste, porque fazia diferente.
Bjus

Rita de Cássia disse...

nica estou entrando em desespero, qto mais eu olho, mais eu quero aprender e mais eu sei que assim não vai sair. ontem a tarde eu quase comprei um casaco pra eu poder ficar olhando (foi assim que fiz meu primeiro casaco ) mas desisti, pq são pequenos e minha filha disse que ela não ia usar ( eu queria uma cor clara pra visualizar melhor)
acho que vou treinar as tranças e pensar e pensar na pala depois. que aluna difícil essa né????? bjs

arlete disse...

é nica já estou virando habitue hehehehe
vc. tem dom para ensinar mesmo... sem comentários... e tua paciencia em desvendar os mistérios da blusa
com pala trançada????!!!! mais uma vez parabéns pela clareza, e um OBRIGADÃO EM MEU NOME E DE TODAS TRICOTADEIRAS HEHEHEH bjus